O CREMATÓRIO MUNICIPAL DR. JAYME AUGUSTO LOPES É MONOPÓLIO DA PREFEITURA DE SÃO PAULO. ESTE PORTAL É PRIVADO E NÃO POSSUI QUALQUER VÍNCULO COM O CREMATÓRIO.
site privado, não possuímos vínculo com o crematório
ATENDIMENTO EMERGENCIAL 24H (11) 3230-1959

Qual a diferença entre cremação e incineração? Saiba tudo

de aleah, 19 de março de 2021

Diferença entre cremação e incineração

Está sendo cada vez mais comum que as famílias do ente querido que morreu, busquem novas formas de sepultamento. Por esse motivo, entender claramente a diferença entre cremação e incineração terá uma grande importância.

Por mais que os termos sejam parecidos, o esclarecimento sobre cada uma fará com que a escolha seja feita de forma consciente.

Então, para que não ocorra mais dúvidas sobre o assunto, o presente artigo irá apresentar as principais diferenças entre os dois tipos e também as características de cada um.

Quais são os tipos de sepultamentos existentes?

Antes de entender a diferença entre cremação e incineração, será preciso conhecer um pouco mais sobre os sepultamentos.

Cada região do mundo e até do Brasil apresentam tipos de sepultamentos que são mais utilizados. Mas será que você sabe quais são usados no país? Conheça então os três modelos:

  • Cemitério horizontal

O cemitério horizontal é o mais popular e pode ser encontrado nos quatro cantos do país. Os corpos são colocados em caixões, onde são alocados abaixo da terra. Na parte superior ficam os túmulos e jazigos, onde cada família escolhe o material que será utilizado.

O mármore é o mais comum, porém é possível encontrar uma infinidade de modelos. Algumas famílias também possuem o costume de colocar estátuas ou monumentos que representam os entes queridos que já se foram.

  • Cemitério jardim ou parque

Os cemitérios que entram na categoria jardim ou parque são aqueles em que os corpos estão enterrados em uma ampla área verde. Então os jazigos ficam debaixo da terra, deixando o cemitério com um ambiente limpo e sereno.

A identificação fica por conta das lápides, que são padronizadas e constam as informações do membro da família que se foi. É comum que alguns deixem algumas frases ou pensamentos como um legado da sua existência.

  • Cemitério vertical

Esse modelo está cada vez mais sendo utilizado, pois além de economizar espaço, ele é considerado ecológico. O corpo não estará em contato com a terra, então a sua decomposição fará com que o solo não seja contaminado.

Além disso, a cremação é um exemplo de procedimento prévio para que os corpos possam fazer parte de um cemitério vertical. Eles são localizados em prédios e os restos mortais do ente querido será colocado em gavetas feita de concreto.

Afinal, qual a diferença entre cremação e incineração?

Agora já está claro quais são os três tipos de sepultamentos que existem no Brasil e também que a cremação faz parte do cemitério vertical. Descubra agora as principais diferenças entre os dois tipos e entenda também como os processos são feitos:

  • Cremação

Por mais que muitos desconheçam, a cremação é um procedimento muito antigo. Antigas civilizações já utilizavam essa técnica, claro que com as ferramentas da época, para sinalizar o último adeus.

De uma forma básica, o corpo será submetido a temperaturas elevadas (850ºC a 1.200ºC) até que fiquem somente os fragmentos ósseos. O calor é tanto que os cabelos, unhas e a pele acabam evaporando.

Todo o procedimento é feito por meio de equipamentos preparados para que a emissão de gases tóxicos não aconteça. Dessa forma, o meio ambiente é preservado e as cinzas podem ser reaproveitadas pela natureza.

Algumas famílias preferem guardar as cinzas, já outras jogam em locais onde o familiar ou amigo gostava de passar o tempo. Alguns afirmam que é mais uma forma de prestigiar aquele que se foi.

  • Incineração

O principal diferencial da incineração é a temperatura, que pode variar de 1400 °C até 2000 °C. Devido à essa temperatura elevada, os sedimentos restantes encontrados na cremação não vão existir na incineração.

Por esse motivo é comum que os seres humanos passem apenas pelo processo de cremação. Além disso, os gases que são liberados durante o procedimento podem fazer mal para o meio ambiente.

Este processo quase sempre é direcionado a indústrias que desejam eliminar lixos e demais elementos.

Considerações finais

A explicação da diferença entre cremação e incineração mostra claramente o direcionamento de cada procedimento. Então, se você perdeu alguém próximo e deseja buscar uma forma de sepultamento respeitável, a recomendação é a cremação.

É claro que os outros tipos tradicionais também podem ser utilizados. A decisão deve ser feita em comum acordo com os membros envolvidos no planejamento do sepultamento. Lembrando que todos merecem tanto uma vida quanto uma morte digna.

×