O CREMATÓRIO MUNICIPAL DR. JAYME AUGUSTO LOPES É MONOPÓLIO DA PREFEITURA DE SÃO PAULO. ESTE PORTAL É PRIVADO E NÃO POSSUI QUALQUER VÍNCULO COM O CREMATÓRIO.
site privado, não possuímos vínculo com o crematório
ATENDIMENTO EMERGENCIAL 24H (11) 3230-1959

Quanto tempo demora para passar a dor do luto?

de aleah, 23 de abril de 2021

Existe tempo para a dor do luto passar? E a resposta para essa pergunta é: depende de cada pessoa. Afinal, cada uma é única e pode sentir sentimentos e emoções completamente diferentes em cada fase do luto. Por isso, cada pessoa também vai superar a dor do luto de uma maneira diferente.

Nunca é fácil passar pela dor do luto, porque ele é um dos momentos mais difíceis que existem para qualquer pessoa.

Mas você sabe quanto tempo demora para passar a dor do luto? É possível saber o tempo que as pessoas param de sofrer ou sentir aquela dor da perda de alguém querido?

Vamos esclarecer todas essas dúvidas e outras sobre o tempo que demora para passar a dor do luto! Então, continue lendo para saber tudo sobre isso!

A dor do luto demora quanto tempo para passar?

Uma realidade comum é que cada pessoa lida de maneira diferente em relação à dor do luto, inclusive com os seus sentimentos e emoções que sentem quando perdem algum familiar ou amigo.

Existem aquelas pessoas que se mostram fortes diante da perda de alguém e existem aquelas que ficam muito frágeis. Outras que não aceitam a morte e não lidam bem com ela, e acabam caindo na depressão.

Independente de como for, é necessário passar por algumas fases para superar a dor do luto. Vamos falar mais sobre elas a seguir!

Quais as fases para passar pela dor do luto?

As fases da dor do luto ou da perda são tratadas por várias genialidades, como Freud.

Veja a seguir quais são elas:

1 – Negação e isolamento

Acontece quando alguém pensa que a pessoa que faleceu pode entrar a qualquer momento pela porta e retornar para a sua vida.

Isso ocorre quando ela não aceita e não acredita que a pessoa se foi, porque quanto mais próximos somos da pessoa que faleceu, mais falta dela e da sua presença vamos sentir.

Dessa forma, essa fase pode vir através da ideia de uma negação da realidade e do que aconteceu, podendo ser silenciosa ou com desconfiança de algumas informações.

Ou seja, a pessoa continua com a esperança de que tudo não aconteceu e o ente querido pode aparecer a qualquer momento.

Com isso, algumas pessoas acabam deixando a perda do ente querido como algo pendente, o que pode fazer com que nunca possam sair dessa fase.

2 – Raiva ou cólera

É quando a pessoa acha que todos, inclusive Deus, são culpados pela sua perda. Com isso, sentimentos como raiva, revolta e ressentimento acabam dominando aquela pessoa.

Não podemos negar que explosões de raiva e, até mesmo, frustração, são bastantes comuns quando perdemos alguém e não aceitamos isso.

Por isso, essa fase pode ser passageira ou pode persistir, causando problemas nos relacionamentos da pessoa, demonstrando mau-humor, indisposição e falta de empatia.

Portanto, é preciso que todas as pessoas próximas possam ser pacientes e dar todo o apoio necessário para quem passar por essa fase.

3 – Negociação

Aqui a pessoa quer tentar fazer tudo para que as coisas voltem a ser como eram antes e, assim, não sentir dor e nem perder ninguém.

É como se a pessoa manifestasse a imaginação temporária, como se conseguisse reverter a perda e evitar a dor do luto.

Para as pessoas que são religiosas, nessa fase, algumas fazem promessas para Deus para que possa reverter o caso. Com isso, podem até se frustrar por não conseguirem isso.

4 – Depressão

Nessa fase, acontece uma grande necessidade de isolamento, no qual a pessoa chora sempre. Além disso, ainda sente tristeza, medo, desolação e fica sem esperança nenhuma.

É como se acontecesse a intensificação da falta do ente querido, através de uma tristeza profunda, um vazio e tudo parece sem sentido e desinteressante.

Na maioria das vezes, é preciso de um apoio psicológico, nessa fase, para que a pessoa possa viver a dor do luto e saia dela.

Pois, é com a vivência do luto que acontece a superação do mesmo e, assim, as pessoas com depressão por causa disso conseguem seguir em frente.

5 – Aceitação (Resiliência)

Quando a pessoa aprende a lidar com a dor e o sofrimento, consegue seguir em frente sabendo que vai ficar tudo bem.

Nessa fase, todos os sentimentos não bloqueiam mais que a pessoa continue a sua vida, porque ela consegue aceitar tudo o que aconteceu.

Porém, isso não significa que a pessoa deixará de sentir, porque o luto se torna parte da vida dela. Mas sim que ela conseguiu aceitar e ter resiliência diante da morte.

Algo que é extremamente necessário para qualquer pessoa que passou por esse momento de dor e sofrimento.

O que falar sobre as cincos fases da dor do luto?

Todas essas cinco fases fazem parte do luto. Porém, não se sabe qual a intensidade e a duração de cada uma delas para uma determinada pessoa.

Isso pode variar muito devido aos sentimentos e emoções que cada uma delas tem em relação ao ente querido que se foi, e qual a intensidade da sua participação na sua vida.

Ao mesmo tempo, é possível que uma pessoa passe por todas as fases e outra por somente algumas delas. Cada pessoa encontrará sua aceitação para o luto e não existem fórmulas para isso.

Não devemos nos apegar que todas as pessoas vão seguir essas fases de maneira cronológica e, ainda, com um tempo certo para passar cada uma delas.

É muito pelo contrário: elas podem surgir cada uma de uma maneira, totalmente fora de ordem e, ainda, totalmente misturadas.

O que isso quer dizer? Que as fases, por se misturarem, podem fazer o mesmo com sentimentos e emoções. Por isso, é importante viver o luto e ir trabalhando ele com calma e cautela, porque não se sabe quais as fases que vamos misturar quando passarmos por isso.

Cada pessoa tem um tempo para a dor do luto!

Assim como cada pessoa é única e diferente uma da outra, isso reflete na duração da dor do luto. Há quem diga que pode durar três meses, um ano e até dois. Mas a verdade é que não é possível saber.

A única coisa que se pode fazer para que cada pessoa consiga passar por essas fases do luto e superar a dor do luto, é tentar seguir em frente aos poucos.

Por isso, é importante desabafar com aquela pessoa próxima ou amigo sobre o que você está sentindo em relação à perda, trocando idéias todas as vezes que achar necessário.

Outra coisa que pode auxiliar na superação da dor do luto é fazer aquilo que você goste para conseguir se distrair e não ficar pensando tanto na pessoa que se foi.

Portanto, sempre que puder vá ler, fazer exercícios, ouvir músicas, cozinhar, fazer algum artesanato, ou fazer qualquer coisa que deixe você mais relaxado, feliz e calmo.

Dessa maneira, você conseguirá viver a dor do luto da melhor maneira possível e sem se machucar e acabar machucando outras pessoas que estão tentando ajudar você nesse momento difícil.

Por isso, seja forte!

Percebeu como viver a dor do luto é muito importante para que você cresça como indivíduo? Então, que tal compartilhar esse artigo com outras pessoas?

×