O CREMATÓRIO MUNICIPAL DR. JAYME AUGUSTO LOPES É MONOPÓLIO DA PREFEITURA DE SÃO PAULO. ESTE PORTAL É PRIVADO E NÃO POSSUI QUALQUER VÍNCULO COM O CREMATÓRIO.
site privado, não possuímos vínculo com o crematório
ATENDIMENTO EMERGENCIAL 24H (11) 3071-1325

Como funciona uma cerimônia de cremação

de aleah, 23 de fevereiro de 2021

Realizada desde 1000 a.C. pelos romanos, a cremação era considerada um destino mais nobre aos mortos. Atualmente, após a família receber as cinzas, é realizada a cerimônia de cremação, que é um ritual bem parecido com realizado em cerimônias católicas.

Essa cerimônia é a oportunidade da família e dos amigos homenagearem o falecido e decidirem o que será feito com as cinzas.

A cremação vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil e no mundo, principalmente, pelas questões ambientais. Isso porque o procedimento é considerado muito mais ecológico do que os enterros tradicionais.

O que é cremação?

A cremação é realizada por um processo de incineração de corpos em grandes fornos até que os mesmos sejam transformados em cinzas. Essa é uma maneira ecológica de se despedir dos nossos entes queridos, já que evita vários problemas sanitários. Além de ser um procedimento mais econômico do que um sepultamento tradicional.

Durante cremação, o corpo é submetido a uma temperatura média de 1200 °C em fornos crematórios. Esses fornos são desenvolvidos para essa única finalidade. Contudo, um corpo só pode ser cremado após 24 horas do óbito.

O processo de cremação de um corpo pode levar entre duas e três horas para ser concluído, dependendo das características e estado que o corpo se encontre. Após a conclusão do procedimento, restam apenas as cinzas e alguns ossos, que em seguida são triturados para que possa ser entregue a família para que seja realizada cerimônia de cremação.

O tabu da cremação

Mesmo já sendo muito conhecida, a cerimônia de cremação ainda é um tabu para muitas pessoas. No entanto, essa prática já é usada em muitas religiões como o Budismo e o Espiritismo, por exemplo.

É importante lembrar que antes do processo de cremação, é realizado um processo de velório para que a famílias e os amigos possam se despedir da pessoa falecida.

Quanto às cinzas, muitas pessoas levam para suas casas, outras colocam em urnas hidrossolúveis ou jogam em lugares escolhidos pelo falecido antes da partida, geralmente no mar.

Qualquer pessoa pode ser cremada, mas, para isso, é necessário deixar sua vontade documentada e registrada. Nos casos em que não há comprovação da vontade do falecido de ser cremado, é possível que as pessoas responsáveis como os pais, cônjuge e filhos autorizem a realização do processo de cremação.

Como é uma cerimônia de cremação?

A cerimônia de cremação é semelhante a que ocorre nos sepultamentos, ao menos no que diz respeito ao momento de despedida, onde são reservados alguns instantes para as honras fúnebres. Entretanto, após o fechamento da urna, a família só terá contato com as cinzas do falecido após as mesmas voltarem do crematório.

O recebimento das cinzas pode ser realizado em meio a uma cerimônia para entrega, que é como se fosse outro velório, mas com o corpo já cremado. Contudo, isso varia de acordo com a vontade da família, que pode preferir apenas receber as cinzas.

A cerimônia pode contar com músicas e flores, bem como ocorre nos sepultamentos tradicionais. Depois, as cinzas são entregues à família.

É importante seguir algumas instruções em relação a cerimônia de cremação para que não ocorra complicações. A primeira coisa a se informar é sobre o translado aéreo das cinzas, pois, se for o caso, será necessário estar portando a certidão de óbito original e uma declaração do crematório.

Como é o funcionamento de um crematório?

Para que uma cerimônia de cremação seja realizada, é obrigatório que dois médicos assinem a declaração de óbito do falecido. Nos casos de mortes violentas ou em que os corpos estão necropsiados, será necessária a apresentação de uma ordem judicial ou a assinatura de dois médicos legistas.

Por questões de segurança, as áreas reservadas aos crematórios são sempre distantes dos centros urbanos. Isso porque as temperaturas dos fornos são muito altas. Só podem circular por esses espaços pessoas autorizadas e devidamente equipadas.

Antes da cerimônia de cremação e do procedimento de incineração dos corpos, os familiares ficam em uma sala reservada, onde é realizado um velório tradicional para que a família e os amigos possam se despedir e homenagear a pessoa falecida.

Após a despedida, o corpo passa por um detector de metais para garantir que não haja nenhum dispositivo que possa explodir durante o procedimento, como um marca-passo, por exemplo, pois a temperatura dentro do forno é muito alta. Também são retirados todos os itens de vidro e metal.

Se o corpo tiver que ficar na fila de espera para ser cremado, ele é colocado em geladeiras a 0°C. Quando chega a hora da cremação, o caixão é colocado no forno crematório ainda frio e as câmaras começam a esquentar até chegar à temperatura necessária para o procedimento.