O CREMATÓRIO MUNICIPAL DR. JAYME AUGUSTO LOPES É MONOPÓLIO DA PREFEITURA DE SÃO PAULO. ESTE PORTAL É PRIVADO E NÃO POSSUI QUALQUER VÍNCULO COM O CREMATÓRIO.
site privado, não possuímos vínculo com o crematório
ATENDIMENTO EMERGENCIAL 24H (11) 3071-1325

Reserva de emergência: o que é, para que serve e como fazer

de aleah, 13 de janeiro de 2021

Está precisando guardar dinheiro para possíveis imprevistos e não sabe por onde começar? Descubra neste texto e veja como fazer a sua reserva de emergência!

A reserva de emergência é o melhor jeito de se proteger contra imprevistos 

Imprevistos acontecem quando a gente menos espera, certo? Assim como podemos perder um ente querido inesperadamente, outras situações podem ocorrer e fazer com que você precise de dinheiro. É aí que a reserva de emergência entra, uma vez que é destinada para possíveis imprevistos como esses.

Mas você sabe o que é uma reserva de emergência? Quando e quanto é melhor economizar e guardar dinheiro? Descubra isso e muito mais neste texto!

O que é uma reserva de emergência?

A reserva de emergência é uma quantia destinada para fins emergenciais que possam surgir a qualquer momento. É quando você economiza dinheiro e o reserva para solucionar possíveis urgências. 

Ou seja, esse tipo de reserva é um montante guardado para quando há a necessidade de arcar com despesas inesperadas, como acidentes, perda de emprego, reforma ou manutenção da casa e até mesmo para quando há uma situação de morte acidental na família.

Ao reservar um valor para esse tipo de condições, você garante certa tranquilidade para quando o momento surgir. É uma segurança a mais para quitar uma dívida que você ainda nem fez, mas que pode vir a fazer sem que haja outra saída. 

Por que fazer uma reserva de emergência?

O principal motivo é justamente ter mais segurança no futuro. Mas, além disso, está o processo de organização das contas e maior controle financeiro. Isso porque é um tipo de investimento focado em imprevistos ou até mesmo situação em que necessite, por exemplo, fazer uma viagem de última hora.

Afinal, o que você pode perder com isso? Caso nada venha a ocorrer, o que é ótimo, você terá uma quantia pronta para ser investida em algo, como em um plano Funerário.

Veja para que uma reserva de emergência pode ser útil:

  • Perda inesperada de um ente querido;
  • Perda de emprego ou renda;
  • Consertos e manutenções;
  • Liberdade para viajar;
  • Questões de saúde;
  • Segurança futura para necessidades cruciais e inesperadas.

Quando reservar dinheiro?

A resposta para esta pergunta deveria ser: agora mesmo! 

Isso porque uma situação emergencial não tem data marcada e pode acontecer a qualquer momento. Ou seja, não é possível evitar esses acasos e muito menos os danos que eles podem causar. 

A reserva de emergência vai ser para minimizar as consequências do momento, proporcionando maior alívio.

Dessa forma, caso não queira ter que recorrer a empréstimos bancários, que possuem juros altos, começar o quanto antes a economizar e guardar o seu montante emergencial é a melhor saída.

De quanto deve ser a reserva de emergência?

O recomendável é que você tenha guardado uma quantia referente ao total de 6 a 12 meses dos seus gastos mensais médios.

Considere que seus gastos mensais fiquem em torno de R$ 2 mil reais. Nesse caso, o indicado é que você destine entre 6 e 12 vezes esse valor para a reserva de emergência. Isso significa que seria entre R$ 12 mil e R$ 24 mil. 

Ou seja, basta multiplicar seus gastos fixos por 6 ou 12 e chegar ao montante aconselhável por especialistas.

No entanto, não há uma regra definida para isso. Você pode guardar quanto achar que é confortável, o que pode ser mais ou menos do que o teto indicado. 

Outro ponto importante é pensar em seus ganhos. 

Dessa forma, se você for, por exemplo, funcionário público, pode considerar uma quantia mais próxima de 6 meses. Caso seja profissional autônomo, então pode ser melhor escolher valores mais próximos de 12 meses.

Como juntar uma reserva?

Para começar a juntar a sua reserva de emergência hoje mesmo, considere alguns passos importantes:

  • Organize seu orçamento familiar, listando seus gastos fixos, avulsos e ganhos. Coloque tudo em uma planilha de forma clara;
  • Planeje suas finanças e defina uma meta de quanto vai poupar por mês;
  • Tente reduzir suas despesas, evitando gastos desnecessários e focando em privilegiar apenas o que for essencial;
  • Mantenha o foco em quitar as dívidas pendentes. Para isso, priorize as mais urgentes;
  • Faça metas de quanto você pode gastar por mês para cada setor;
  • Procure aumentar seus ganhos, seja pedindo um aumento no serviço ou empreendendo em algum setor.

E então, conseguimos ajudar você a entender para que serve e como fazer uma reserva de emergência? Esperamos que sim! Veja mais dicas como essa aqui no site!